segunda-feira, 4 de abril de 2011

This is my life ..



As vezes parece fácil nos descrever, descrever nossa personalidade, listar nossos defeitos e/ou qualidades, mas não é, isso é FATO. Tudo aquilo que achamos que sabemos sobre nós mesmos, não é realmente o que sabemos, é apenas o que achamos, ou que queremos saber. Nós nos surpreendemos constantemente com nossas atitudes, reações à determinada situação e etc.
Quero apenas tentar descrever o que sou até o momento, pois sei que não sou o mesmo sempre, e pra falar a verdade, nem quero ser.
Sou uma pessoa, as vezes meio emoção, as vezes meio razão, não sou 100% responsável, mas quem é?
Gosto de organização, porém não sou.
Sou um pouco inseguro, Não me acho bom o bastante pra alguém com frequência. Odeio falsidade, sinismo, fazer as coisas por interesse...
Prefiro guardar algumas coisas pra mim por que acho que não vale apena expressar/falar. Sou carinhoso, me preocupo com o bem estar de todos ao meu redor. Gosto de conhecer pessoas novas. Prefiro Sítio, ao invés de praia. Gosto de badalação, mas tenho meus momentos “Casa + Filme + Pipoca + Coca-Cola”. Prefiro minha falta ser sentida, do que minha presença ser notada. Gosto de filmes de ação, mas não dispenso uma boa comédia. Gosto de estar rodeados de amigos, mas não ligo de sair sozinho. Tenho meu momento “Burro” e meu momento “Intelectual”. Gosto de conversar sobre tudo, não importa o assunto, tenho facilidade e capacidade de participar e dar minha opinião. Prefiro conversas aleatórias, essas são as melhores, aquelas do tipo que começa com um determinado assunto e termina com outro nada a ver.
Minha “vibe” muda de acordo com o que estou sentindo, ou com quem estou.
Sou tranquilo, não gosto de me estressar, evito isso ao máximo e pra isso, meu passatempo predileto é ouvir um bom som, aquele que me faça viajar até a pessoa ou lugar que gosto. Não importa qual musica, aliás, é difícil não ter uma musica que não eu goste. Claro, sempre tem alguma, mas em algum momento vou ouvir a tal musica e vou me lembrar de um momento ou de alguém em especial.
Sentimento?
Ah, evito falar, mas tudo bem hoje estou “liberal” (rsrs’). Na minha vida amorosa, até hoje não dei muita sorte, sempre acabei me envolvendo com as garotas “erradas”, mas não me arrependo, aprendi muito com elas. Pensando bem, acho que quando me casar não quero encontrar alguém que seja perfeita e/ou “certa”, primeiro que não existe nenhuma das duas e segundo, a “pessoa certa” uma hora enche o saco, não nos surpreende, é sempre previsível, faz tudo do jeito certo, segue todas as regras, é 100% razão, pensa demais, pondera demais e isso dá nos nervos.
Achava que não era ciumento, mas de um tempo pra cá percebi que sou! Rsrs’.
Gosto de pessoas imprevisíveis, pessoas que me façam querer vasculhar os seus sentimentos, pensamentos, seus segredos, gosto de pessoas que me “intrigam” de um jeito bom. Pessoas que se bloqueiam sentimentalmente me chamam atenção, porém não curto procurar demais e não achar nada, ou se surpreender com algo negativo. Isso me dá a sensação de fracasso.
Meu coração já “apanhou” demais, agora está “batendo” (num bom sentido) e é assim que deve ser. Meu coração não aguenta mais sofrer. Eu quero apenas ser feliz, assim como qualquer outro ser humano que se preze.
Pra me conquistar?
Sou um pouco exigente nesse sentido. A garota deve ter um papo legal, olhar no meu olho, ser independente, ser inteligente. Pra mim morenas tem ponto extra, nada contra loiras. Tenho de me sentir bem ao lado da garota.
Nem tão calma e nem tão estressada. Ser extrovertida. Saber conversar sobre tudo e com todos. Precisa ser ela mesma sempre, demonstrar em ações o que realmente quer. Apenas falar não adianta. Palavras vêm e vão, atitudes ficam pra sempre. A garota precisa ser determinada, não ficar “em cima do muro”. A palavra “tanto faz” me irrita em determinados momentos. Gosto de garotas ciumentas (com limites), isso me faz perceber que a garota gosta de mim, que sou importante pra ela. Gosto de carinho. Cafuné na nuca eh meu ponto fraco. Haha. E etc...
Namoro?
Hoje, não prossigo com a história se não vejo que não vale a pena. Se decidir ficar com a pessoa, é APENAS com a pessoa. E desejo que a pessoa pense da mesma forma. Procuro alguém que me faça rir do nada, com coisas bobas, que me faça parar e ficar ali parado a olhando, reforçando a ideia de que daquele momento em diante ela me permitiu fazê-la feliz o tempo que for necessário e que se prontificou em fazer o mesmo por mim. Gosto de ouvir como foi seu dia e de falar como foi o meu. Gosto de ver o entusiasmo com que ela conta as novidades, passar a confiança necessária para que ela possa se abrir e confiar em mim, em todos os momentos. Gosto de ouvir um “Eu te Amo” “Você é importante pra mim”. Gosto de surpresas, de dar presentes...
Estilo de vida?
Vivo um dia de cada vez, se for preciso fazer mudanças por motivos mais importantes às faço sem problemas. Procuro não me apegar ao passado, o que é muito difícil, as vezes acabo pecando nesse aspecto. Não quero que esperem muito de mim, pois não espero acertar sempre.
“Se quiserem me empurrar de um penhasco, tudo bem, apenas direi: ‘Eu adoro voar’”. Sou novo sim, tenho muito a aprender, mas acredito que já aprendi muito com meus erros, e se não fossem por eles não seria ninguém ainda. Amadurece rápido, porém tenho muito mais a amadurecer. Já errei, já acertei, já cai, já levantei, já sorri, já chorei, já ajudei, já fui ajudado, já magoei, já fui magoado, já bati, já apanhei, afinal, tudo que vai um dia volta. Tudo isso ainda vai acontecer muitas vezes em minha vida. Colho o que eu planto.
Um dia tudo acontece e a gente tem de crescer! A vida não é só como eu espero. Eu quero meus sonhos realizados independente de quanto tempo isso leve.
Não tenho inveja de ninguém, cada coisa acontece no tempo certo se não chegou a minha vez é por que ainda tem muita coisa pra rolar. Nunca fui mimado, meus pais nunca me deram o que eu queria e sim o que eu precisava. Quando tive problemas não me tiraram da “enrascada”, me ensinaram a sair dela. Não quero dizer que eles não me amam ou que eles não estão nem ai comigo, mas sim, que eles querem que eu aprenda com tudo o que acontece comigo, pois problemas sempre aparecem e é preciso experiência para saber lidar e sair deles. Como diz aquele velho ditado: “Não dê o peixe. Ensine a pescar!”. Foi isso que meus pais fizeram. “Ensinaram-me a pescar”. Seria muito fácil se eles me ajudassem e me tirassem de todos os problemas em que me meti, mas eu sempre iria pedir a ajuda deles, não conseguiria viver sozinho, não saberia o que é ser INDEPENDENTE. Agradeço a eles muito por isso. É isso que quero que meus filhos me digam um dia: “Obrigado pai, por não me dar o que eu quis e sim o que eu precisei, obrigado por não me tirar de todos os problemas e sim por me ensinar a sair deles, obrigado pai por me ensinar o valor da palavra TRABALHO”.
Não tenho amigos que gostam de mim pelo q eu tenho e sim pelo que sou não quero ninguém do meu lado assim!
Alvos?
Tenho alguns. Quero um dia visitar ou até mesmo morar durante um tempo em outro país. O primeiro da lista é o Canadá. Quero comprar meu carro (está bem próximo de ser alcançado). Quero fazer uma boa faculdade, arrumar um bom emprego, que não me tome muito tempo, pois quero ajudar as pessoas a conhecerem o caminho da Verdade (já tenho um ótimo). Quero me casar um dia, quero ter 2 filhos, um menino e uma menina. Enfim, constituir uma família e ser pra ela um exemplo, um refúgio, alguém em que meus filhos e minha esposa possam confiar. Sei que vou ter muitas dificuldades, mas não tenho medo delas. Conseguirei vencê-las com a ajuda daquela em que eu escolhi ser a mulher da minha vida e daquele que me criou e sabe das minhas falhas e do que preciso...
Jáh!


Lucas Ribeiro, por ele mesmo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário